? ??????????????Chicago Cubs Logo? ????? ?????? ???Rating: 4.1 (134 Ratings)??5 Grabs Today. 15204 Total G
rabs. ??????Get the Code?? ?? ?????San Antonio Spurs Logo? ????? ?????? ???Rating: 4.1 (81 Ratings)??5 Grabs Today. 6949 Total Grabs. ??????Get the Code?? ?? ???????????? ????Easy Install Instruc CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS ?

sábado, 2 de maio de 2009

SEM TRETAS !!!


sem

quarta-feira, 22 de abril de 2009

video

sábado, 13 de dezembro de 2008

mãe

"sinto o ke sentes ... "
mae e sei ke nao me mentes ...
mae tenta ser sincera ate para mim mesmo ke nao keiras...
mae respeita-me e trata me como um individuo mesmo com minha pekena pesença...
sou pequeno mas espera ate que eu cresça...
mae vou tentar ser o melhor mesmo que eu nao queira...
mae e tenho força ja em mim para enfrentar o ke venha...
mae eu apartir de agora estou contigo...com o meu... pai ... venha o ke venha...
mae... nao háde haver tempestade ke nos detenha ....porque tu e o meu pai muito fizeram para eu aki esteja...
mae muito obrigado por eu ja existir...

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

blogar

blogo em bloco
blogo sem ninguem me poder parar
blogo porque quero
blogo porque posso posso blogar sem parar...
blogo e sinto me livre
blogo e nao tenho ke parar
blogo sem destino
blogo ate vazar o intestino
blogo logo existo
blogo com orgulho
blogo o que sinto
blogo por instinto
blogo ate eu me mandar parar...

Declaro... mas nao tao claro.

loucura que é poesia
dialogo em sinfonia
declarada esmonia
sagrada utopia

amor louco perdido
musica louca em ruido
calado o momento sofrido
vontade louca de ser vivido

ruido louco sinfonico
calada a utopia
sagrada poesia

declaro:
amor ,utopico, musical, armonico ,calado ,louco e sofrido com vontade de ser dialogo calado e sofrido nao é vivido o ruido declara a esmonia duma vontade sagrada ...
é amor é poesia....

achas complicado???

vai pa... da tua tia...

simples, breve e nao ferve...

ponto neve
como quando bates palavras que sao claras e nem assim se descrevem...
sao emoçoes claras e sem as palavras caras que as precedem...
sao rimas caras sem palvras raras simples como parecem...
ponto neve
é saber ser suave e breve
saber dizer só o que serve
saber dizer so para quem se atreve...
saber a palavra que se sucede

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

tenho um misto de senssaçoes dentro de mim ke so me fazem pensar ke o fim do mundo esta perto ... so nao sei se é o fim do meu mundo... se é o de todos tambem...

é no meio desta loucura me vejo com esta gente que me aconpanha ... numa sociadade ke se afundanos meios e nos valores por ela propria criada. as manias um dum consumo desnfriado ja nos levaram muitas vezes á falencia de ideais por um fundamentalismo que so oucupa as pessoas para elas nao pensarem... a cor do dinheiro é a cor kom ke todos sonham, e akilo ke todos ambicionam... por simples ambiçao ou so pk kerem...o verde cor de dinheiro... pode ser outra cor kualker... desde ke seja dinheiro...é mais assim... a vida é isto...

era uma coisa tao simples ...

era simples como uma so palavra...

era uma palavra simples mas complicada..

era nada...

palavra abreviada com poucas letras e com muito significado...

palavra ke mais parecia uma farda...

servia-me ke nem luva...

poucas palavras... sem tretas ...

e é assim...o tempo passa com se fosse tudo tao natural...é tudo tao natural...tudo é natural...
é natural... ate tudo o ke nos parece mais estranho...é natural... morrermos e vivermos...é natural... ke crescemos ou envelhecemos...é natural... ke humanos tentem nao ser humanos...é natural... ke humanos nao ajam como humanos...é natural... ke animais ajam como animais...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

O poder

o poder de sentir e o poder de te sentir...
o poder de poder me vir...
o poder rir e o poder rir me...
o poder de mentir...
o poder de desmentir...
o poder ser livre...
o poder que me torna livre...
o poder que me livra desse poder...
o poder que lidera quem é livre...

quem ama cuida ...quem suja limpa...
nao ha arvore que nao se cuide...
nao ha terra que nao se sinta...
nao ha pedra que nao minta...
quem ama protege...
quem ama mima...
mima a vida como se de palavras se tratasse...
na primeira pessoas ou como se de outra pessoa tratasse...
no plural...
mas sempre afirmativo...
que diminutivo...
ja a vida ...
nos deu ...
outro motivo...

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

desordem confusao...
amor combustao...
paixao ardente...
sonho abstraçao...

eu sei que um dia te vou perder...so espero é ke esse dia demore muito acontecer..
porque se ja agora custa ficar longe de ti...imagino se na realiade tivesses longe..
longe com se ja nao desse pa encontrar...longe ja sem essa palavra..
e agora com muros juntos á volta..com estradas cinuosas ...agora estavamos os dois cá.dava pa ver o constrangimento .
. um do outro...és um de outro que nao es tu...és tu sou eu ... quem tu..no meu... eu?quem tu?

ja nao escrevo ...descrevo o que sinto...tal como ha vinho ... branco ou tinto...tal como o leite talha... ou o pao fica finto...
ja nao ouço... presinto...tal como uma pedra se cala...tal como o vento assubia...
ja nao vivo ...sobrevivo...tal como o fogo nos aquece a alma...tal como a água nos molha os pes...
nao ha rosca sem revez...tal como tudo o que desce tamben sobe...tal como tudo o que aperta desaperta...
e tu em que faze estas???

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

a tua morte...

a tua morte por aqui foi sentida...
a tua morte aqui foi vivida...
esta tatoada para nao ser esquecida...

a tua morte foi desejada ...
a tua morte nao foi azar ou sorte..
foi como a morte veio...

a tua morte foi um feijao que nao medrou...
a tua morte foi uma porta que se fechou...
foi a morte que nao deixou...

a tua morte eu vejo-a como fim...
seja real ou seja so dentro de mim...
foi a morte que quiz assim...

terça-feira, 27 de maio de 2008

é muito...

o que sinto é muito...

o que te amo é demais ...

o que sinto ...

sinto e nunca parece demais...

ate quando me sento e descanço...

e penso que nos os dois somos fenomenais....

penso, sinto , vivo e nunca me canso...

tu es a mais...

é muito...

a marca

a marca é a lei...

a data ...

o rei ...

a rata...

a lata...

e tudo o que te dei...



a marca ninguem raspa....

nao tem caspa...

nao lasca...

nao tem nada de casta...



é a tua marca no meu peito...

a marca

aquela parte ...



o meu amor é serio...

o meu amor é asserio...

é uma questão de ternos afectos...

sao como sonhos que crescem como fetos...


o meu amor é bravo ...

nao rima e nao tem enxerto...

sabe a lima ... mas vermelho...

como um cravo...


o meu amor existe...

é solido e subsiste ...

resiste...


tanta pena teho que de tnta cor gerada com tanto amor....

que deste triste e solitario texto escrito ...

so por um par de maos ....

tenho pena que so um nome o assina ....


e eu sei que de tudo isto fazes parte ...

e que destas palavras que lês tambem subescreves...
so nao perceo porque nao estas aqui...
falhei ´naquela parte...
talvez nao falei...
desculpa....
faltou me a arte...



o meu amor é...

o meu amor tem tudo.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

kero te bem... e como kero...

se keres saber ...
de rabo gordo....
e sem ter vergonha disso....
amando te a cada bokadinho teu... por ser teu ....tu e eu...
kero te sim.... tramkuila com horizontes e activa...
sem dar credito a pessoas más....
e tb sem procura-las....
kero te sem essa vertigem....
kero te como es .... kuase virgem....
kero essa menina linda ke vive dentro de ti...
ela é fragil... e ke tem?
pk ainda nao sabe a força que .... a força kem têm as pessoas ke tudos sentem... isso foi lhe reprimido ....
e as vezes amputado...
kero ver esse sorriso lindo .... se noites bem...durmidas....
kero te acordar de madrugada....
kero te e kero te mt coisa mas kero ke voltes a ser ... tu...
komo talvez tu nao sabes amor.... mas ke mal tem...
kero te capaz .... é tão facil...
só tentares ke tornas te um ás...
sem esquemas sem manipulações e sem problemas....
kero te com o ke tens .... e nao kom o ke acrescentas....
kero te ao natural e sem nada de artificial ...
kero te mas tb kero ke me keiras bem a mim....
ke nao te keiras perder a ti ....
e kero ke nao keiras perder me a mim...
pk eu me perco....
issso nao keiras....
entendes???

segunda-feira, 15 de outubro de 2007


a noite acaba quando a madrugada urge...
de baixo sentada tavas tu ... eu vi....
o pensamento surge...
pedesme para te segurar na mao ...
eu penso .... a garganta ruge...

o dia clariou mas nem por isso tu te vais...
a marcha desta gente ... te aconpanha...
nao á gente que nao venha ...
pareces tu mas nao es tu...

pareceu me a mim desta vez que te vi ...
parecias mesmo tu ....
pareciam os teus alhos encantados nos meus ...
parecias tu... mesmo tu...

o grito...


é mudo e ...
é surdo...
é rico...
é um mito...

as palavras tropeçam-se...
e eu não lhes sei o ritmo...
eu tento...
mas não grito...

parece que este som ...
que eu trago guardado no peito...
não faz mais parte de mim...
mas faz...

faz com que a minha vida mude ...
e se por mais que grite ...
este som não sai ...
esta dor não se vai...

meu tesouro....


minha pekena...
o mundo da mm todos os dias dá uma volta...
nao te enganes mais!!!
24h... mesmo!!!
dá mesmo uma volta...
o mundo....
e tempo passsa...
é isso ke eu tou a dizer...
o tempo passa
o tempo passa e tudo ...clareia!!!
o Que tem que se transformar... transforma!!!
o que tem que ficar como está... fica!!!

terça-feira, 26 de junho de 2007

coragem.


sei voar... baixinho...
sei cantar... sozinho...
te tenho por perto...
não tenho medo... de estar sozinho...

a minha casa vive aberta...
abri todas as janelas do meu coração...
na esperança esperança que entres...
teres chegado aqui perto...
é já um botão que desaperto...

apesar de desafinado...
este movimento prepetuo...
ainda vive na esperança...
de voar e te abraçar...

pouco te falta...
ganha coragem e salta...

quinta-feira, 21 de junho de 2007

passsatempo...


a vida passa ...
e tu passas por mim...
o que se passou por aqui...
foi so mesmo aqui...
porque como apareceu se foi...
o que passou...
passou...
ja nao passa mais...
tal como a vida nao passa para traz...
tal como vou ter sempre saudades...
daquilo que ja se passou...
passas por mim...
e a vida passa...
passa tempo....
a vida passa....
o tempo passa...

terça-feira, 22 de maio de 2007

o desejo...


o desejo é como solfejo...
tantas harmonias no teu harpejo...
que quando salta uma nota fora...
quase se acaba o cortejo...

tua musica não tem ruído...
e não tem nada de divertido...
o teu corpo continua a ser me muito querido...
e não é nada que eu não tenha conhecido...

sinto a tua vida a pulsar...
ouso o meu coração a bombar...
organizo estes dois ritmos...
e simplesmente... uma frase...

o meu desejo não chega para o teu....
queres apostar???
porque á notas que desafinam...
porque á frases que não rimam...

sábado, 19 de maio de 2007

a potencial noiva...









já vesti o fraque...
e no nervosismo e do encontro...
procuro te e encontro te ....
centenas de vezes...
mais são as vezes que nao te vejo ...
perto de mim...
mais são as que foges...
demonstras te ...
e de tanta forma diferente ...
que acho que em mim ....
já não há mais respostas ...
procuro...
não te encontro ...
e sempre te perco....

terça-feira, 15 de maio de 2007

CINZAS E LUME…


Uma mulher, um homem...

Tantos amores... um só fado,

A noite e a rua…

A imagem… é a mulher…

Uma fadista que canta à meia porta…

Um dia viu passar certo fadista...

A chama que já arde...

Duma entrega honesta... a confidencia...

Que de tão sentida se torna num suspiro...

Que já ganha ao desalento...

E de tanto acreditar nasce uma ultima chama...

E mais uma vez nestas vidas…

Das cinzas se fez lume...

O fogo que incendeia estas almas...

Loucura que é poesia...

Nos corpos...

Tanta tristeza...tanta mágoa...

Almas vencidas...

A posse o ciúme a dor e o pecado....

No medo desta dor...

O medo deste amor...

O fado…

Numa ambiência que lembra a Lisboa antiga … mas não perdida…

Das noites perdidas …

Das sombras bizarras…

Numa rua escura… uma luz… o encontro…

O desencontro … o fado…

domingo, 13 de maio de 2007

simples


acho ke sou uma pessoa simples ...
uma pessoa com simples hábitos.
para mim amor há só um ... é como se fosse ...
uma entidade ou um ministério..
esta terra é só uma!!!
a vida é só uma...
a morte é só uma ...
a festa é só uma...
a natureza é só uma...
eu sou só um...
porque acho que mesmo simplificando ,
mesmo assim penso demais e estas coisas tão simples que combinadas... nos complicam a vida... quase que parecem que são o nosso fado.
porque no fundo nos somos só uns macacos ...
que temos a arrogância de pensar...
e não para viver... viver só viver .... E estar feliz por estar vivo... alimentar-se com o que há ....como qualquer outro bixo...
quanto a este mistério que é sentir... Disso já não sei falar porque não sei se só nos é que sentimos... Coisas que nos envolvem que nos unem e nos separam... Porque somos tão infelizes?
É difícil de exprimir , mas acho que quando olhamos pro céu não pensamos na maravilha que é a grande oportunidade que nos é dada ao vivermos nesta pele neste mundo...
a nossa fúria pela tecnologia, que é a nossa natureza mas que ao mesmo tempo sempre nos afasta da natureza que nos envolve... Até mesmo este veiculo de comunicação que estou a utilizar agora ... É ridículo!!! para que é que me serve comunicar com um português do outro lado do mundo ???.... porque lhe escrevo????? Isto tudo para dizer que a terra está á beira do fim isto estava tão bom e que agora é que é o fim!!! está perto de acabar ...

mas ainda penso !


desbragado ...
completamente absorto...
axo que esmagado pela vida...
ou simplesmente ... por mim...

tantas... ja quantas...
nas noites ke me perco...
nas noites em que me largo...
perco quantas???

tantas quantas as que posso...
desta vida nao levo mais nada...
mas isso... eu nao conto...
ás vezes canto...

terça-feira, 8 de maio de 2007

a minha lisboa...


há kem diga ke é menina e moça...
para mim eu axo k é velha...
há kem diga k velhos são os trapos...
para mim velha é lisboa...
das noites perdidas ....
das sombras bizzarras...

por tantas gente olhar para lisboa de maneira diferente ...

axo k á espaço para as diferenças e seguramente a rua vai ser oferecida
a kem keira trabalhar nela e para ela....
ao publico o ke é publico...
...ARTE PUBLICA......

sexta-feira, 20 de abril de 2007

vou dar o salto...


por mais ke nao keira...
vou dar o salto ... este salto...tou farto ...
da minha melancolia de todos os dias...
da minha saudade do ke já era...
vou-me largar da minha pele como se isso fosse facil...
mudar a côr das unhas ... deixar de usar este champoo...
vou deixar de vestir tons dourados... lantejolas muito menos...
vou deixar de jantar fora... gastar dinheiro nem pensar!!!

LISTA DE COMPRAS (simples)














1,5 kg saudade
1 kg desejo
500 g da nossa paixao
250 g fome
150 g dos meus sonhos
100 g dos teus
50 g dos teus braços
50 g dos meus
2 bananas verdes
1 manga (para o teu pequeno almoço...)

segunda-feira, 16 de abril de 2007


um ...
dois ...
nós todos...
a vida...

mais ...
menos...
nós...
tanto..

crú...
cozido...
frito...
lixado na vida...

saudade...
anciadade...
espera...
momento...

o que á de mais belo e mais cruel na vida nao se resume a adjectivos ...
que fazem de coisas simples a nossa vida quotidiana... porque nos momentos dificeis....
aqueles realmente dificeis.... as palavras nao se medem todas parecem poucas e nenhumas parecem muitas... mas o silencio continua a marcar o espaço e o tempo a luz e a sombra...
vão nos mostrando como somos ...

a sombra é tua...



esta sombra que é tua...
nesta luz que já é minha...
a luz que molda a pessoa que sou...
mas na tua sombra ...

brinco com o meu corpo...
anulo e saliento as minhas formas...
a tua sombra molda-me... talha-me...
faz de mim quem nunca fui...

há algo em ti que faz de mim quem nunca fui...
talvez sejam esses oculos côr-de-rosa...

quarta-feira, 11 de abril de 2007

tive uma ideia....

tive uma ideia ....
vamos mudar esta merda...
vamos tirar tudo do sitio...
tirar o lixo debaixo do tapete...
desarredar moveis...
pintar a manta...
mudar as lampadas...
tirar os quadros da parede...
e pôr espelhos....

tirar a televisao da sala...
e pôr um espelho...

por espelhos em todos os elevadores e portas...
semaforos e telemoveis...

domingo, 1 de abril de 2007


o meu amor por ti ...
estreia todas as semanas ...
num cinema perto de nós...

e se eu tivesse um clone ...
ele amar-te-ia tal como eu...

a´parte

há uma parte de mim que consome o resto...
há vida em mim ... que eu nao conheço...
tenho uma parte de mim ...
que nao se mostra por receio...

há uma parte que carrego nos braços...
há uma parte que eu nao partilho...
há uma parte em que chega ao meu limite...
há uma parte que eu em mim recuso sem rodeio...

quis saber quem sou no agora...
quis dar-me muito valor...
quis tentar dar-me o verdadeiro amor...
quis, mas ainda nao consegui...

há em mim muito espaço...
há em mim vastidão...
há em mim ...
uma infinita vontade de ver o que nao vi...

fanáticos


fanáticos pelo seu proprio som
sao enbevecidos pela uma realidade, tão e somente sua...
e a realidade o que é? se o corpo já é só um méro transportador de emoçoes ... e como tudo é tão exterior ao teu e ao meu corpo... ele tem que estar vestido... convençao ou necessidade????

a busca!



porque mais do que eu queira , a busca incessante na minha nudez , o ritmo do meu corpo ultrapassa-me , a luz, queima , regula, faz de mim o que sou aqui...

sábado, 31 de março de 2007

alto...


é o uma necessidade ...
o gesto ...
o toque...
a luz...
a sobra...
a mão...
e qual é a palavra???
céu...

sexta-feira, 30 de março de 2007

á tua porta...


vieste á porta ...
bastes-te porta...
mas nao esperas-te ...
disses-te que tudo isto nao acabava...
disses-te que amarias para sempre ...
disses-te... mas ainda nao amavas...

quer eu queira ... quer nao...
vou ficar á porta ...
vou fiquar nao porque queira ficar ...
mas porque sinto que tenho de ficar ...

era tao facil...

quinta-feira, 29 de março de 2007

a tua carne ...
o meu fel...
o meu cebo ...
o teu mel...
a tua porta pra minha vida ...
a ninha rua sem saída...
o que raspa ... e a mim me roça ....
cospe... rasga ...
cicatriza ... cresce...
com crosta ...
sem roupa...

em ti eu ainda me procuro...
sei que nao perguntas por mim...

quarta-feira, 7 de março de 2007

começar do zero...


e ...
volta tudo ao inicio....
e do zero ...
e num mero espaço... de tempo ...
espero... ver te nos cem ....
como espero....

faço força ...
quase ke sinto ke te dou a mao.
a minha na tua ... a tua .. a tua pele...
nua ... tavas nua ...
o problema é nao estares...
nao estás...

mas penso ke estas penso ke es tu...
penso ke estyas nos cem...
penso ke estamos....
penso e sinto ...
te...

talvez nao estejas...
nao estás ...
nao estejas....

terça-feira, 6 de março de 2007

eu con-ti-nu-o....


ás vezes nao é por falta de força...
mas esta enercia só me faz estar mais parado...
porque em cada degrau ke subo é mais um quilo ke pesa...
eu con-ti-nu-o....

mesmo quando o tempo escaceia...
eu subo... nao é por culpa minha... k eu subo...
subo porque ja nao consigo estar em baixo...
nem sei o ke vou encontrar la em cima...

eu con-ti-nu-o....
as vezes sem caminho ...
as vezes... sozinho...
eu con-ti-nu-o....

um inicio tem um fim...


nas palavras foi...
nas minhas o silencio ...
sento-me e penso ke nao estou sozinho...
construo e principalmente destruo ...
e o tempo passa e nada se passa...

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

olhas me ... eu nao sinto ...


olhas me de frente ...
olhas me nos olhos ...
olhas e vês ...
ke te sinto ...
ke tu me olhas ...
e da maneira como me olhas...
sinto ke não me sinto ...
sinto me despido ...
kuando sinto....

terça-feira, 26 de dezembro de 2006

é evidente ke nos dias ke correm á um rodopio anormal de compras nestes ridiculos espaços comerciais ke o ser humano inventou... hipermercados e centros comerciais...
onde so o mais hábil recoletor pode ser enganado com as cores e luzes criadas para a divulgaçao de derterminados bens de consumo... como por exemplo : ir a um centro comercial comprar umas botas pretas lindicimas... mas... no dia seguinte...
Reparamos ke a porra das botas sao azuis...
muito estranho axo tambem o mecanismo ke o homen arranjou para trocar e adequirir coisas...

segunda-feira, 25 de dezembro de 2006

o gelo da alma


desliga parte do meu corpo....
o corpo cai...
o meu coraçao deixa de bater....
um furmigueiro sobe pelos pés...
apodera-se do meu corpo... um frio...
tudo começa a gelar...
gela-me a alma...
o gelo da alma...

olha... fui dar uma volta!!!!


vou me bazar...
tou farto deste rodopio...
tou farto ...
tou farto das bichas ...
tou farto do transito...
tou farto do patrao...
tou farto da mesa...
do copo e da caneta...
da almofada e do casaco...
tou farto disto tudo...
tou farto das familias...
tou farto da minha....
tou farto de ti ...
e tou farto de mim...

sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

DOGMA


O AMOR MATA.
A SAUDADE MATA.
O FUMO MATA.
O CANSAÇO MATA.
A SEDE MATA.
O FRIO MATA.
A FOME MATA.
A CORIOSIDADE MATA.
A DROGA MATA.
A INVEJA MATA.
A VERTIGEM MATA.
O VENENO MATA.
A DOENÇA MATA.
O VIRUS MATA.
A CURA MATA.
A MORTE MATA

ASS: PICK-NICK NA MATA...

domingo, 17 de dezembro de 2006


consomes tudo onde os teus olhos se deitam.
devoras o interior das coisas...
consomes a ultima exencia...
espremes áté á ultima gota...
e por fim ...
com tudo seco e recekido...
a tua fome saciada...
nao importa...
os teus olhos ja encontram...
outra coisa...
outra loiça...
...

paraiso...


até lá...
eu penso...
penso...
e tu nao estas lá...
é em ti ke eu penso...
e nem nunca fomos lá...

adn



há kem diga ke sou um triste ....
mas isso a mim pouco me importa...
ha kem diga ke tenho pouca sorte...
eu tb acho mas tambem nao percisava de mais...

ja pouco me importa o ke as pessoas dizem ke sentem...
nao me importa... nao acredito...
nao tenho assim gande esperança ke a vida melhore...
porque ela nao vai melhorar....

porke a vida é tao cheia e tao vazia...
ás vezes tao kente outras tao fria...
o proprio amor dura sempre...
noite e dia...
até um dia...

nada muda ...
tudo se transforma...

porke ...
kem somos .... nunca muda...
o que somos... nunca para de se transformar...

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

disse...


a filicidade é uma sensaçao ou semtimento???
felicidade é emoçao ou sentimento??????
tens a sensaçao de estar feliz...
naaaaaa
nada disso é kimiko...
ke te faz sentir feliz...
destes estimulos ha em todo o lado...
mas para te sentires feliz...
somos pó das estrelas....
tudo isto é a permanente mutaçao sempre repetindo a mesma matriz...
kuntas e kuantas vezes este ciclo ja se repetiu no universo?????????????
é a mais poderosa de todas e pode ser desencadiada por um ou mais factores
provoca emoçoes ke daí derivam... mas é minima e mesmo mt tua...
e axo ke é uma boa baze para avliar tudo... tu..
tu avalias tudo pelo grau de felicidade...tambem eu..
isso é uma resposta kimika do cerebro ke kuando emitida te sentes preenxido..
mm ke esse nao seja o caso...
kimicos...
alma?? fo-da-se...
kuando a vida acaba o corpo nao tem alma...
o ke é a alma ???
é a tua vida ...
kuando ela acaba ... acaba...
mas a o eu campo magnetico é reaproveitado pelo cosmos
é reabsorvido...
pela terrra....
nunca ouviste falar em "fogus fatus" ?
é a terrra a reciclarnos....
fazemos tb parte do campo magnetico da terrra...
apesar de tao pekeninos...
tb do universo todo...
evoluçao???
essa parte ja nao sei....
expançao???
entrupia???
movimento...
mutaçao...
padrao...
matriz...

quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

planta


acho ke ainda procuro em ti akela sinbiose ....


estas noites ...
estas insonias...
estes lençois...

sao varias ja as noites perdidas...
sao muitos os sorrisos ke ainda trago no peito...
sao demais as tuas lagrimas ke aindas estao pregadas ao meu corpo...
sao ja só as memorias ke fazem kom ke eu me ligue ....a ti...

ja nao ligo....
ja nao penso...
ja nao brigo....
ja nem brinco...

ja nao ouso o teu riso...

terça-feira, 12 de dezembro de 2006

e assim nasceu uma estrela...

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006


"a bôda"

domingo, 10 de dezembro de 2006

sem... nao...





sem proza...

sem estôfo...

sem cova...

sem posto...


nao roda...

nao racha...

nao roça...

nao rima...


nao quero...

nao quises-------------te

nao foste !

comes o ke te derem...


imagem...


E os dias passam e eu corro atras de ti...

nunca alcanço... nunca há sucesso...

eu ataco o papel e escrevo...

mas tu nao lês...

grito alto o teu nome...

e tu paraces surda...

ja fiz de tudo para te fazer com ke me vejas... e tu moribunda... pareces morta...

parada ... estatica...

e eu corro ... eu corro... corro... corr.....

sábado, 9 de dezembro de 2006


Anda aki alguem a fazer de mim palhaço...